Seguro de vida: tudo o que você precisa saber

31/08/2018

Quando se fala em seguro de vida, é comum que as pessoas comentem que não precisam, pois acreditam que algo de ruim nunca poderá lhes acontecer. É o que todo mundo espera. Por conta disso, o número de pessoas que têm um seguro de vida no Brasil ainda é muito baixo, apesar da maioria das pessoas saberem que não estão imunes a riscos.

Por outro lado, a quantidade de pessoas que se esforçam para pagar um plano de saúde é bem maior, embora todos os assegurados torçam para que nunca precisem usar. Ninguém quer ficar doente e ter que recorrer a um serviço de urgência em algum hospital, não é mesmo?

Apesar de serem seguros diferentes, o caso é o mesmo: pessoas pagando mensalmente em busca de segurança, porém torcendo para que nunca precisem usar. Então, por que ter tanto medo de contratar um seguro de vida?

Antes de tudo, é importante que você saiba qual é a importância de um seguro, seja ele qual for.

pessoa preenchendo formulario do seguro

Fonte: Rawpixel

Qual a importância de um seguro

De forma conceitual, um seguro é um acordo fechado por meio de um contrato, onde o contratado e o contratante assumem responsabilidades relacionadas à segurança. O contratante paga um valor mensalmente, enquanto o contratado se responsabiliza por ajudá-lo em casos de urgência sobre uma situação que esteja relacionado ao seguro escolhido.

Os seguros mais comuns são seguro de vida, seguro de saúde, de residência, de automóvel, de previdência e empresarial. Cada um deles oferece coberturas voltadas para ajudar o contratante a resolver questões urgentes e necessárias para uma vida tranquila e sem grandes problemas.

A função de um seguro, portanto, é gerenciar riscos tentando evitá-los por meio de orientações ao contratante. Caso não seja possível, o objetivo é reduzir os prejuízos causados por eles. E não dá pra negar que não ninguém está isento de riscos.

É recomendável, então, que você transfira estes riscos para a seguradora. Assim, você não precisa ter pensamentos ansiosos ao fazer um planejamento financeiro para o futuro. A sua única função, então, é se manter tranquilo por saber que existem pessoas cuidando e prezando pela sua vida e de sua família, além de estarem sempre prontas para entrar em cena nos momentos mais difíceis.

Agora que você já sabe qual a importância de se ter um seguro, é fundamental que você entenda para que serve e como funciona um seguro de vida, já que este é um dos mais essenciais, mesmo não sendo tão procurado quanto os outros.

Por que contratar um seguro de vida

Como você viu acima, um seguro é capaz de te assegurar sobre muitas coisas. Hoje, muita gente faz seguro para carro, celular, eletrodoméstico, além de muitos outros bens materiais que valorizam tanto. Mas e a vida? Será que ela vale menos do que os bens materiais? Por que um seguro de vida não é tão valorizado assim?

Uma matéria recente mostrou que mais de 10 mil pessoas foram indenizadas por invalidez, apenas no estado do Ceará, em um semestre. O número de acidentes de trânsito no Brasil é bastante alto, mas o que realmente assusta é a quantidade de pessoas que se tornam inválidas por conta de acidentes.

Isso é muito preocupante, já que nunca se imagina que algo de ruim pode acontecer. E a única maneira de se sentir seguro em relação a isso é recorrer a um seguro de vida. Infelizmente, todos estão sujeitos a violência e acidentes, e muitas famílias sofrem quando um pilar importante vem a faltar por conta de uma situação como essa.

A situação é muito grave quando o acidente deixa esse pai ou mãe de família inválidos, pois além de perder rendimento (especialmente se ele for um autônomo ou empresário), ele ainda gasta rios de dinheiro com tratamentos que muitas vezes duram anos.

Apesar de ser uma realidade um pouco dura e, a princípio, inaceitável, é importante que as pessoas tenham a consciência do quão importante é um seguro de vida.

Que alívio andar nas ruas e sair para trabalhar com isso em mente! Já imaginou?

pessoa celebrando a vida

Fonte: Julian Jagtenberg / Pexels

O que analisar antes de contratar um seguro de vida

Um seguro de vida é um serviço contratado e deve ser analisado profundamente assim como qualquer outro que você pense em contratar.

Listamos abaixo alguns dos principais pontos que você não pode deixar passar despercebido na hora da contratação.

Custo benefício

Todo dinheiro transferido para cuidados com a vida acaba sendo um investimento e isso é inegável. Os benefícios que normalmente são disponibilizados para o contratante que fecha um seguro de vida são bem maiores do que o custo que a pessoa possa ter, na maioria dos casos.

Se o contratante achar que o preço é muito caro, é porque os benefícios oferecidos não são tão vantajosos. Fique atento a isso!

Cobertura

É importante que o contratante busque o maior número de informações possível antes de contratar um seguro de vida. Dependendo de cada caso, o contratante precisa entender quais são as coberturas oferecidas no contrato. Pode ser para doenças graves, acidentes e imprevistos que possam prejudicar a prosperidade da sua segurança financeira e familiar.

Também pode ser apenas um ou dois desses, ou outros. A indicação é que o contratante não deixe para procurar saber sobre a cobertura apenas no momento que precisar.

Período de contratação

Ao optar por contratar um seguro de vida, você pode informar se quer algo vitalício ou se prefere restringir por um período de 5, 10, 15 ou quantos anos forem necessários pra você. A recomendação aqui é que o contrato com um seguro de vida não seja temporário, já que a ideia é manter a segurança a vida toda.

Personalização

Todo e qualquer seguro deve ser personalizado e pensado exclusivamente para um indivíduo. Ficar atento a isso é muito importante porque um seguro não é um produto que se vende da mesma forma para todas as pessoas. Para cada contratante, é imprescindível uma análise sobre suas necessidades para que seja oferecido exatamente o que ele precisa.

Quanto custa um seguro de vida

Depois de analisar todos os pontos listados acima, é hora de entender quanto custa um seguro de vida. Como já foi visto, o dinheiro destinado a um seguro como esse, que protege a vida diante dos inúmeros riscos, acaba sendo um investimento e não um gasto, como muitos pensam.

O valor mensal pode variar de R$ 40 a R$ 750. Essa variação depende da faixa etária do contratante, das seguradoras parceiras e também do capital contratado.

O mais importante aqui é ter cautela na hora da contratação, não focando apenas no valor, mas nos benefícios que o seguro pode oferecer a você. Há riscos de o contratante pagar por coberturas que não precisa ou até mesmo não ter o auxílio que acha que tem, nos momentos em que mais precisa.

Por isso, é imprescindível uma análise personalizada feita por uma equipe competente e que possa oferecer a você todas as orientações necessárias para que a contratação de um seguro de vida seja feita de forma segura.

Se você tem interesse em contratar um seguro de vida ou quer saber mais detalhes sobre ele, entre em contato conosco por meio dos nossos telefones:
(81) 3081-8181 | (81) 99444-1972
Ou também através do nosso e-mail: vidaeprevidencia@premierseguros.com.br

Palavras-chave:
X
X